Mestre de Cerimônias

          Quero ser um Mestre de Cerimônias!

        Vez por outra me pedem dicas sobre como atuar na área, quais os pré-requisitos para desenvolver a profissão, perguntam-me sobre cursos de Mestre de Cerimônias e coisas assim. O trabalho do Mestre de Cerimônias é de grande importância no contexto do evento. Pense que se trata de um dos momentos mais importantes na vida de alguém ou da história de uma instituição!

          Pode ser noivos que contratam um Celebrante de Casamento, quem sabe os pais da debutante que procuram alguém para conduzir esse que é um dos momentos mais marcantes na vida de sua filha, ou ainda o chefe de um departamento que precisa realizar um evento para apresentar os resultados alcançados por uma força tarefa da empresa, talvez um parlamentar ou diretor de um órgão público que planeja um evento muito importante para a instituição que dirige!

Veja bem, dá pra imaginar que se trata de algo

sensível, um momento único, de muita responsabilidade e,

eventualmente, cheio de emoção!

            Nem sempre o MC participa de todas as etapas do evento.

        O Mestre de Cerimônias, muitas vezes, só começa a fazer parte desse momento no dia anterior ao evento quando participa de uma reunião prévia com a equipe de planejamento e o cliente. Ele deverá conduzir um evento que foi preparado cuidadosamente durante muito tempo, anos até; pense no casamento, em tantas reuniões, contatos, decisões ... e o Celebrante é o responsável por conduzir o momento mais especial da cerimônia! Ele entra em cena no instante em que os noivos iniciam a caminhada até o altar! 

       Desejo que o aspirante a Mestre de Cerimônias ou Celebrante de Casamento esteja certo da grandiosidade e da relevância de sua participação, e que esteja absolutamente preparado para ocupar o lugar que se propôs a preencher.

O evento é aquele instante mágico, aqui o Mestre de Cerimônias será amplamente exigido!

Esse momento reunirá personalidades relevantes para a temática em questão, autoridades, familiares, público interessado no tema, imprensa e muito mais. Pense em uma formatura, uma colação de grau; um dia que entrará para a história de todos os presentes! Agora pense que o Mestre de Cerimônias tem a tarefa de conduzir cada detalhe; sobre seus ombros repousa a responsabilidade de dar o tom do evento, seja o aniversário da filha ou o lançamento de uma política social que movimentará a vida de milhões de brasileiro em todo o território nacional!

Evidentemente que se trata de uma tarefa que não poderá ser executada de qualquer maneira ou por qualquer profissional! É necessário estar seguro acerca de quem é essa pessoa que conduzirá o seu evento!

O ambiente profissional do Mestre de Cerimônias.

Então, se você deseja entrar por esse caminho saiba que escolheu uma profissão maravilhosa e cheia de emoção. Você estará em companhia de pessoas altamente motivadas, com propósitos e objetivos claros; pessoas em franco processo de criação, de crescimento pessoal e profissional, sejam empreendedores, servidores públicos ou outras lideranças. Sem se esquecer do público, seguramente de altíssimo nível, grandes seres humanos empenhados em se tornarem ainda maiores e melhores preparados. Esse é o ambiente privilegiado por onde transita o profissional de cerimonial! Naturalmente que é quase inevitável se deixar contagiar por essa energia que motivará o cerimonialista ou o Mestre de Cerimônias a redesenhar seu futuro profissional, traçando metas de crescimento que poderão o conduzir a um patamar cada vez mais elevado em sua área de atuação.

O profissional de eventos deve estar em constante processo de construção!

Todas as oportunidades de trabalho chegam carregadas de oportunidades e provocações para se dar um passo a frente, para se subir mais um degrau como profissional que se atua tão próximo das questões humanas. Na verdade nenhum profissional, seja de qualquer área, deva acreditar que não há necessidade de se redescobrir todos os dias. Você também precisará estar em constante processo de crescimento pessoal. Não é possível crer que as coisas permanecerão como eram ontem num mundo onde tudo muda o tempo todo! Logo, o Mestre de Cerimônias e o Cerimonialista devem seguir crescendo, avançando em todos os aspectos, já que lida com o ser humano em constante evolução.

Indumentária – Você sabe como vestir-se para o seu evento?

Aqui você saberá que roupa usar e qual não usar para desempenhar bem a sua função! 

Talvez você não saiba, mas vestir-se é uma arte! Indumentária é arte que se relaciona ao vestuário. Nessa direção, roupa não serve apenas para se cobrir! Na verdade a escolha da roupa revela muito da personalidade, do estado da alma, do propósito da pessoa, entre tantas outras coisas. Alguém que vá a praia naturalmente pensará em sungas, maiôs e biquínis. Para outro que pretenda praticar determinado esporte é natural que escolha roupas e calçados específicos; a exemplo daquele que se prepara para o cooper, evidentemente espera-se que coloque uma roupa leve e calce uns tênis! Perceba que o propósito ao vestir-se está ligado diretamente ao quê tirar do armário. Se alguém vai a uma festa ou trabalho a roupa será escolhida conforme pedir a ocasião, e há uma roupa pensada até para dormir! Quero dizer que o vestuário do Mestre de Cerimônias deverá adequar-se a tarefa que irá realizar, nem mais nem menos! Já fiz eventos onde tirei o paletó e a gravata, uma camiseta ligada ao evento me foi passada e olha só o Mestre de Cerimônias na roupa perfeita para a ocasião! Claro que, no meu caso, esses são momentos muito raros dado à natureza dos eventos que costumo conduzir!

Em regra - Passeio Completo!

Excetuando-se aqueles eventos cuja temática específica exija que o Mestre se apresente conforme identidade visual padronizada, passeio completo é o look certo para que o profissional realize o seu trabalho. O passeio completo é aquele traje formal onde as peças utilizadas têm características sofisticadas. Aqui se fala de tecidos finos, seda, organza, linho, cetim, com pedrarias e bordados elegantes. Para os rapazes o clássico terno com dois os três botões, em tom escuro, com camisa clara e gravata sóbria; quem sabe o colete, em se tratando de uma personalidade mais tradicional. Sapatos, cintos e meias pretas não deixarão margem para equívocos, completando o visual adequado a qualquer ambiente.

Em se tratando das meninas praticamente não vamos encontrar limites: longos, longuetes, tailleurs, terninhos, ... a lista seria interminável! E claro que não podemos nos esquecer das joias e acessórios. Tudo filtrado pela leveza, considerando-se o clássico e o formal. Fuja das cores berrantes, das transparências, dos curtíssimos, dos justíssimos. Prefira modelos que valorizem sua personalidade, que lhe garanta presença. Bom senso com os saltos, talvez não seja momento para os doze centímetros que você tem no armário. Em suma, corte volta dos excessos! Recordo-me de uma ocasião em que uma das convidadas para um evento governamental decidiu-se por um tubinho vermelho de couro, com saltos altíssimos! Não preciso dizer que no salão nada chamava mais a atenção do que ela. Numa palavra: discrição.

Não é demais lembrar que as roupas precisam estar na numeração correta! Vez ou outra vamos encontrar pessoas cujo peso aumentou ou diminuiu e suas roupas ficaram inadequadas para o próprio manequim. É muito desagradável quando o Mestre se veste dessa maneira, fica um no ar certo desleixo ou descuido, passando a sensação de que se trata de uma pessoa aquém da responsabilidade que lhe pesa.

O cuidado com a aparência é fundamental.

Seguiremos conversando sobre nossa apresentação individual, e aqui vão algumas dicas que serão adequadas a toda e qualquer ocasião e não apenas quando o profissional de eventos está em atuação! Havia uma campanha publicitária de uma determinada grife que afirmava que "o mundo trata melhor quem se veste bem" e parece que estamos de acordo quanto a isso. Mas será que basta a boa escolha das roupas e calçados? 

O cuidado com a aparência é fundamental e, para além das roupas há que se tomar cuidados especiais com o corpo e aqui falamos sobre hábitos de higiene pessoal que cai bem para qualquer um! Que haja sempre o frescor de um bom banho, de um hálito agradável - por vezes conversamos, como se diz: ao pé do ouvido! - um excelente barbear. Que haja discrição na escolha do perfume, no tom esmalte e do batom, o bom gosto no corte e penteado dos cabelos, de preferência que as meninas os mantenham presos!

Postura - e compostura! - Quem é este(a) que vem chegando?

Enquanto as luzes do auditório diminuem, as do palco se acendem e um foco é direcionado para a tribuna. Agora todos os olhos estão fitos no que acontece no ponto onde as luzes são focadas. Este é o seu momento.

Haverá um instante em que o Mestre de Cerimônias subirá as escadas e iniciará uma caminhada pelo palco até chegar à tribuna, onde um microfone o aguarda para que este inicie as atividades programadas! Centenas de pares de olhos atentos o acompanharão por essa trajetória e é preciso ter em mente que tudo nele comunica: seu olhar, seus gestos, seu jeito, a forma como fica de pé, como caminha, como para. É verdade que, sem dizer uma única palavra sua persona já foi inteiramente comunicada à plateia. Já foi tema de livros e filmes, discussões sobre PNL, enfim, trata-se de um tema já bastante ruminado: o corpo fala. Talvez aqui valha a reflexão: o que o seu corpo diria num momento como esse?

Bem, a você cabe responder a pergunta que ficou no ar; quanto a nós, vamos nos concentrar no que nosso corpo deveria comunicar. Como se não bastasse o centro do palco – ou do salão -, não fosse muito essa superexposição, são muitos os eventos onde câmeras filmadoras estão apontadas diretamente para você e um ou dois enormes telões reproduzem a sua imagem em tamanho gigante. Se o Mestre morde o lábio, coça a orelha, sorri nervosamente, de qualquer maneira revela-se inseguro, por menor que seja o sinal qualquer de sua expressão este será potencializado pela mídia e ganhará imediata notoriedade. Como se trata do profissional que em tese concentra o controle do evento, espera-se dele que tenha absoluto autocontrole. Ninguém deseja ver no Mestre de Cerimônias sinais de nervosismo ou de insegurança; mesmo que um pouco dessa emoção já seria suficiente para contagiar um bom número de pessoas. Assim sua postura deverá transmitir serenidade, tranquilidade e segurança do seu papel, fazendo com que convidados e autoridades sintam-se igualmente seguros e tranquilos.

Todos sabemos o que são bastidores. O que acontece nos bastidores pode ser um tanto assustador! Demonstrações de irascibilidade, emoções a flor da pele, tensão como em nenhuma outra ocasião, pessoas que são absolutamente controladas de-repente se mostram inseguras e saem do seu centro! Ao Mestre de Cerimônias cabe a tarefa de assimilar, essas emoções, transcendê-las. Ele precisa desenvolver a habilidade de operar sob pressão, mantendo a serenidade e a segurança. Quantas vezes saímos de um ambiente hostil diretamente para o palco e vamos ao microfone nos comunicando com centenas de pessoas! Bastidores são bastidores exatamente para que o que acontecer ali permaneça ali. Como se diz: o que acontece em Vegas ...

Postura e compostura – O Mestre influencia o evento como um todo.

Muito bem, já vimos que o Mestre de Cerimônias é o responsável direto por criar e manter um ambiente emocionalmente estável, ao conduzir os diversos atos do evento de maneira controlada e segura. Mas diferente da postura a compostura tem a ver a com conduta do profissional, e isso nos diversos ambientes do evento. Do momento em que chega ao local do evento, quando se anuncia no credenciamento, ao ser apresentado para o cliente, nas conversas reservadas naquele breve período que antecede ao início da solenidade, quando o roteiro está sendo finalizado, ali, enquanto a mesa de abertura esta sendo definida – nem sempre o planejado se consolida e muita coisa é concluída pouco antes do evento! – em todo esse tempo a maneira como ele realiza o seu trabalho deve transmitir àqueles que o cerca a confiança necessária para que cheguem a uma definição dos detalhes de maneira tranquila.

Aqui já não falamos de sua atitude no palco, na tribuna e no microfone, mas nos bastidores, durante as conversas finais. A despeito da segurança com que deve se portar, o Mestre de Cerimônias se apresentará de forma gentil, elegante e comedida. Sua atitude deve ser amigável, promovendo o encaminhamento de tudo, sempre atento ás necessidades de seu cliente, oferecendo assessoria, quando for o caso. O Mestre de Cerimônias é aquela pessoa que sabe como chegar, comunicar-se de maneira objetiva, se desviando da prolixidade.

Ele sabe ser discreto ao presenciar conversas de bastidor, evidentemente que sempre haverá as questões políticas que deverão ser ajustadas ao protocolo com o propósito de atender integralmente ao cliente. Sobretudo o profissional de eventos deve ter alta capacidade de discernir a hora exata de deixar a cena. Seus gestos deverão ser firmes, porém suaves, sua conduta fina e suas expressões deverão ressaltar sua cultura e bom gosto, afinal, compostura manifesta um comportamento social conformado ao ambiente em questão e aponta para a habilidade do profissional em relacionar-se em alto nível.

Please reload